12.1.14

O melhor do meu dia #51

Continuar a descobrir coisas novas pela Covilhã.

Hoje jantei num sítio que abriu há pouco tempo, que ainda não tinha experimentado... e onde nem sabia se havia de rir ou de chorar! O café só tem kebabs - isso já estava avisada. O que não sabia é que os donos (ou empregados, não percebi bem) tinham um ar talvez árabe (zero preconceitos, nada de mal com isso) e mal sabiam falar português (a sorte é que só haviam 3 tipos de kekabs). E que para pedir era preciso ir ao balcão (estavam 3 pessoas supostamente a trabalhar, mas aquele mini-balcão só dava para uma se mexer à vontade, o que me fez ficar uns 10 minutos sentada, à espera de... nada?). E também não sabia que nos iam brindar com as suas típicas (penso eu) músicas, um nadinha irritantes, num canal que nunca na minha vida tinha visto. Eles pareciam ser simpáticos (vieram até colar um aquecedor na nossa mesa) e por isso não queria rir descaradamente, mas aquela junção entre a confusão linguística e a banda sonora não me dava para outra coisa.
Tive pena do local estar tão descaracterizado - era uma antiga loja de roupa, pintada de cor-de-rosa e ainda com algumas prateleiras nas paredes, nada de decorações acolhedoras e ainda por cima estava completamente vazio. E tive sobretudo pena daqueles 3 homens, tão longe de casa, aparentemente a viver na loja e com um negócio muito pouco apelativo... Espero que rapidamente ganhem um novo espírito de negócio, ou então que alarguem o horário até de madrugada, aí cheira-me que serei cliente assídua!

Sem comentários:

Publicar um comentário