23.3.16

Contra factos não há argumentos




Sem comentários:

Publicar um comentário