19.11.20

Listen | Must-watch #9

Listen dispensa apresentações, certo?


O primeiro filme dirigido por Ana Rocha de Sousa é drama do início ao fim. Eu imaginava algo diferente, uma família feliz que, de repente, se visse com um grande problema em mãos, mas não: mal começa e já perdemos o fôlego.

Por outro lado, pensei que me fosse fazer chorar (apesar de raramente chorar com filmes e afins) mas... também não! Fez-me pensar muito, isso sim. Listen prendeu-me de tal maneira à história que só queria saber se acabava bem. Acabou por ter um final aberto - que, normalmente, detesto - mas com pouco espaço para interpretações, pelo que facilmente deduzimos como realmente acaba.

Drama não é propriamente o meu estilo de eleição, mas gostei mesmo muito deste filme! Basear-se em factos reais foi meio caminho andado para gostar do filme, mas a interpretação de cada personagem e a fotografia estão fantásticas e também ajudaram muito a ter esta opinião.

Fiz questão de o ver no cinema e aconselho todos a fazerem o mesmo. Para além de "apoiar o que é nosso" não ser só comprar no comércio tradicional, um filme tão reconhecido como o Listen merece uma tela à sua altura!

2 comentários:

  1. Deixaste-me curiosa! :)
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  2. Estou muito ansiosa por ir ver, planeio ir durante esta semana ao cinema vê-lo. Concordo contigo, acho que temos de apoiar o que é nosso, pois muitas pessoas associam cinema português a mau cinema, o que nem sempre é verdade. Também em português sugiro, Os Gatos Não Têm Vertigens, é só maravilhoso.
    Beijinhos,

    http://sixmilesdeeper.blogspot.com/

    ResponderEliminar